Pegada hídrica na agricultura irrigada: reduzir para não faltar água

Em escala global, a agricultura irrigada é um dos maiores consumidores de água doce, podendo afetar a disponibilidade hídrica de uma região.

Diante dos desafios causados pela escassez hídrica, o uso dos recursos naturais precisa ser repensado para amenizar os impactos ambientais. Nos setores produtivos, como o da agricultura irrigada, o conceito de pegada hídrica tem se revelado uma alternativa eficiente para avaliar e amenizar os impactos do uso da água, segundo artigo publicado na Revista Cultivar, em julho deste ano.

A pegada hídrica, que é o volume de água doce utilizado na cadeia produtiva de um produto ou serviço, é composta por três categorias de água: água azul, verde e cinza. A água azul se refere àquela retirada de fontes superficiais ou subterrâneas para uso na irrigação. A água verde abrange a precipitação pluvial absorvida pelas plantas durante seu crescimento. Por fim, a água cinza corresponde à água contaminada gerada durante os processos de produção, demandando tratamento antes de ser descartada.

A redução da pegada hídrica na agricultura irrigada ameniza os impactos do uso da água na produção de alimentos.
A redução da pegada hídrica na agricultura irrigada ameniza os impactos do uso da água na produção de alimentos. Foto: Getty Images/Canva

De acordo com José Henrique Nunes Flores, da Universidad Viña del Mar (Chile) e autor do artigo, na agricultura irrigada a quantidade de água usada para regar as plantas é um fator central que determina o impacto ambiental da atividade. Além do consumo direto de água, a agricultura irrigada pode afetar a disponibilidade hídrica de uma região, especialmente em áreas já impactadas pela escassez de recursos hídricos.

Diante dos desafios para reduzir a pegada hídrica na agricultura, uma vez que essa atividade representa um dos maiores consumidores de água em escala global, a tecnologia se revela como uma aliada essencial para monitorar e minimizar os impactos. O reconhecimento do solo, a partir de equipamentos que podem identificar a umidade, pode diminuir o processo de irrigação, sendo utilizado apenas quando necessário.

Alternativas como as Soluções Baseadas na Natureza (SbN) contribuem para a preservação do potencial hídrico. Através da avaliação e monitoramento, o uso da água torna-se mais consciente e eficiente, proporcionando uma agricultura mais sustentável. Dessa forma, a segurança alimentar e hídrica passa a fazer parte do nosso futuro enquanto sociedade.

Portanto, torna-se de extrema importância adotar métodos sustentáveis para gerir a água na agricultura irrigada, visando otimizar o uso desse recurso e minimizar quaisquer desperdícios.

Para saber mais sobre a pegada hídrica na agricultura irrigada, confira as notícias e artigos selecionados:

Conheça mais sobre a TyQuant

Cadastre-se para receber conteúdos promocionais, e de divulgação, relacionados com nossos serviços.

Ao clicar em cadastre-se, você concorda com nossa Política de Privacidade.